Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Have a Break With S.

Have a Break With S.

A lenda da Mulher-Foca

Com o seu céu cinzento e paisagens rochosas, as Ilhas Faroe envolvem os seus habitantes num ambiente misterioso. A juntar a esse clima, algumas histórias populares são passadas entre gerações e é uma dessas histórias que hoje partilho...

....

Na aldeia de Mikladalur, na Ilha de Kalsoy, acredita-se que as focas são a "reencarnação" de humanos que perderam as suas vidas por afogamento no mar. Segundo a lenda, uma vez por ano, na véspera do dia de Reis, estes animais reúnem-se na costa de Mikladalur. Durante a noite, tiram as suas peles de foca, tornam-se humanos novamente e dançam na escuridão. Antes do sol nascer, vestem novamente as suas peles e desaparecem no oceano.

Segundo essa lenda, um jovem de Mikladalur, que queria ver se a lenda era verdadeira, escondeu-se atrás de uma pedra na praia numa dessas noites e viu uma mulher excepcionalmente bela. Enquanto todos dançavam, o rapaz saiu do seu esconderijo e roubou a pele de foca para impedi-la de voltar para o mar.

Antes do sol nascer, todos colocaram suas peles de foca e, uma a uma, pularam para a água. Por fim, apenas a mulher-foca foi deixada para trás porque não conseguia encontrar sua pele. Nesta altura o homem aproximou-se e disse-lhe que podia ir com ele para casa. O homem escondeu a pele de foca num baú e manteve a chave sempre presa ao seu cinto. O homem e a mulher-foca viveram juntos como marido e mulher e tiveram vários filhos. 

Um dia, quando o homem saiu para pescar, percebeu que não tinha a chave consigo. De imediato gritou por ajuda para evitar que a mulher-foca o abandonasse. Quando chegou a casa, encontrou os seus filhos sozinhos, a lareira apagada e o baú vazio, sem a pele de foca.

Vários anos passaram até à data em que, na véspera do dia de caça às focas de Mikladalur, a mulher apareceu nos sonhos deste homem, implorando que ele tivesse piedade da sua família. Este ignorou este pedido e matou todas as focas que encontrou nas águas e grutas da Ilha de Kalsoy.

Nessa noite, a mulher-foca entrou na casa do homem como uma assombração e disse-lhe: "tiveste a tua vigança e agora a vingaça deve voltar-se contra os homens de Mikladalur: alguns irão afogar-se no mar, outros irão cair de falésias... e assim continuará até que morram homens suficientes para que possam unir os braços ao redor de toda a ilha de Kalsoy!”. Depois de amaldiçoar o homem e a aldeia, a mulher-foca desapareceu, para nunca mais ser vista.

....

Até hoje um grande número de homens de Mikladalur perdeu a vida ao cair de penhascos ou por se afogar no mar. Mas, no entanto, eles ainda são muito poucos para unir os braços à volta de Kalsoy. E, por isso, a maldição da mulher-foca ainda não foi cumprida! 

....

Na margem do Mikladalur encontra-se a estátua da mulher-foca. Segurando a sua pele na mão, ela olha para o chão rochoso onde dança uma vez por ano.

 

A estátua da mulher-foca

IMG_8553

IMG_8561

As rochas onde dançam 

IMG_8570IMG_8552

IMG_8572

A aldeia de Mikladalur

IMG_8532

Espero que tenham gostado! :)

Podem seguir-me também no Instagram e no Facebook.

Até breve,

S.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.